O Santander deixou os funcionários sem respostas sobre as reivindicações levadas pela COE (Comissão de Organização dos Empregados) durante reunião por videoconferência, nesta quarta-feira (27/05). Em relação ao pagamento das horas extras durantes os feriados, os representantes do banco informaram que ainda não têm definição.

O Santander não se posicionou sobre retorno do home office com rodízio de trabalhadores, cobrança de metas e o não pagamento da remuneração variável, mudança nos procedimentos em casos de suspeita de contaminação por Covid - 19 e sobre banco de horas negativo que foi implementado. A empresa se comprometeu apenas em discutir o bancos de horas em uma nova reunião.

Na oportunidade, o diretor do Sindicato dos Bancários da Bahia, Adelmo Andrade, denunciou o descumprimento do Santander à liminar conquistada pelo SBBA para que os empregados fossem dispensados do trabalho nos feriados antecipados decretados pelo governo do Estado e algumas prefeituras municipais. O banco ignorou a decisão judicial e obrigou os funcionários a realizarem trabalho interno nas agências.

Fonte: SEEB BAHIA