Em reunião com a Fenaban nesta segunda-feira (21/12), o Comando Nacional dos Bancários reforçou a importância da inclusão da categoria entre o público prioritário para vacinação contra a Covid-19. Os bancos informaram que já se reuniram com órgãos do governo federal e apresentaram a reivindicação do Comando, que está sendo avaliada.

A representação da categoria também continuará trabalhando para isso e vai fazer novas reuniões com o Ministério da Saúde e Fiocruz, além de buscar o MPT (Ministério Público do Trabalho) para encontrar uma alternativa que inclua os trabalhadores no grupo prioritário na vacinação.

O Comando reivindicou também a prorrogação do teletrabalho para os grupos de risco. A Fenaban garantiu a manutenção até o dia 31 de dezembro e a realização de reuniões específicas com cada banco para debater o assunto em janeiro.

Os representantes dos trabalhadores cobraram também a adoção de medidas para reduzir o risco de contaminação nas agências, além de protocolos mais eficazes de higienização nas unidades que tenham alguém com teste positivo para o coronavírus. Reivindicaram também a emissão do Comunicado de Acidente de Trabalho (CAT) para esses bancários.

Na reunião, a Fenaban reclamou também das ações que vem sofrendo por parte do MPT e procons, por causa da redução do horário de funcionamento das agências durante a pandemia. Os bancários responderam que as filas são consequências das demissões e fechamento de agências, não da redução do horário de funcionamento.

Os bancários da Bahia e Sergipe foram representados na reunião pelo vice-presidente da Federação, José Antônio dos Santos, que ressaltou a importância deste diálogo entre as partes, para a resolução de problemas e também para garantir a saúde da categoria neste momento de pandemia.

Fonte: FEEB BA/SE