Saúde Caixa foi o tema da quinta rodada de negociação específica com a direção da Caixa realizada nesta quinta-feira (4/8). Na reunião, a Comissão Executiva dos Empregados (CEE) cobrou melhorias no atendimento e a volta dos comitês de credenciamento, além de criticar a centralização do plano e reivindicar o retorno das estruturas de Gestão de Pessoas (Gipes) nos estados, para garantir a comunicação mais eficiente com os bancários.

Os representantes da Caixa fizeram o registro como manifestação da mesa, mas informaram que, na opinião da empresa, a centralização é entendida como o melhor caminho até o momento.

No encontro, a Caixa apresentou ainda uma pesquisa de satisfação dos usuários, que é realizada trimestralmente pelo banco. Segundo o levantamento, “de maneira geral”, 54,5% dos usuários têm experiência “quase sempre satisfatória” com o Saúde Caixa.

A pesquisa foi realizada por e-mail, com pessoas que possuem registro de utilização do Saúde Caixa e e-mail cadastrado no plano. Dos 11.331 titulares convidados para participar do levantamento, 1.809 responderam. O Saúde Caixa tem 288 mil beneficiários.

Para a CEE, o resultado da pesquisa não reflete a percepção da representação dos empregados a partir da escuta aos usuários do plano, que relataram diversas queixas sobre o atendimento.

Outra queixa comum dos usuários do Saúde Caixa é sobre o alto valor de desconto de coparticipação sem especificações sobre quanto está sendo cobrado de cada procedimento. Os empregados reclamam também da cobrança de despesas muito tempo depois do atendimento, o que gera dúvidas sobre a gestão adequada do plano.

A Caixa informou que as cobranças são de empregados que deixaram de contribuir por diferentes motivos e agora, com a centralização, foi preciso fazer uma revisão dos valores devidos. No caso da coparticipação, o banco informou que os descontos são discriminados para conhecimento dos empregados.

Funcef

A reunião foi extensa e o debate sobre a Funcef ficou agendado para a próxima reunião, que acontece na próxima quarta-feira, 10 de agosto.

Fonte: FEEB BA/SE com CONTRAF