Acordo de dois anos garante esse e outros direitos até 31 de agosto de 2018. Convenção coletiva é resultado da mobilização e luta dos bancários ao lado dos Sindicatos

A 13ª cesta-alimentação, resultado da luta de anos dos Sindicatos ao lado dos bancários, deve ser paga pelos bancos até a quinta-feira 30. É o que determina o parágrafo quarto da cláusula 16 da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). O direito, conquista da Campanha Nacional Unificada 2007, está garantido pelo acordo de dois anos fechado em 2016 e que mantém os direitos da categoria até 31 de agosto de 2018.

Atualmente em R$ 580,83, o pagamento é extensivo à empregada em licença-maternidade. O afastado por acidente do trabalho ou doença receberá a 13ª cesta desde que, na data do pagamento, esse afastamento conte menos de 180 dias.

Quando vem?

Ainda faltam receber a 13ª cesta os trabalhadores do Itaú (o pagamento será na segunda-feira 27) e do Banco do Brasil (quinta-feira 30). O primeiro pagará a segunda parcela do 13º salário no dia 20 de dezembro. Já o BB o fez no dia 20.

No Santander, os bancários receberam na sexta-feira 17 o pagamento da 13ª cesta e do complemento do 13º salário, com o desconto dos valores antecipados em março. Na Caixa, ambos foram creditados na segunda-feira 20. No Bradesco, a 13ª cesta-alimentação foi paga no fim de setembro – e o complemento do 13º está agendado para 20 de dezembro.

Conforme previsto pela CCT dos bancários, a primeira parte do 13º salário foi paga pelos bancos até 31 de maio.

Da Redação com SP/Bancários