Após 3 mandatos consecutivos, Emanoel Souza deixa a presidência da FEEB/BA-SE

O 14º Congresso da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe foi extremamente exitoso. O evento realizado neste sábado e domingo (9 e 10/12), em Salvador, foi marcado pela qualidade dos debates e a defesa unânime da  busca da unidade como forma de enfrentamento aos ataques que os bancários e todos os trabalhadores vem sofrendo atualmente.  

Esta foi a bandeira defendida por todos os palestrantes, convidados e delegados que falaram durante o Congresso.  Por isso mesmo, a construção da unidade na luta pela manutenção e conquista de mais direitos para os bancários  foi apontada como prioridade pelo nova diretoria e os  132 delegados e delegadas  do  14º Congresso da Feebabse.

Depois de um sábado de muitos debates, o domingo foi marcado pela aprovação de plano de ação e a eleição da nova diretoria para o triênio 2018-2021. A mesa contou com a participação do presidente da CTB Bahia, Pascoal Carneiro, que conclamou os dirigentes sindicais a ampliar a luta para impedir a aprovação da reforma da Previdência, que retira direitos dos trabalhadores para privilegiar os bancos, uma vez que  obrigará todos a terem um plano de previdência privada.

Despedida

O domingo foi marcado também por homenagens e a  despedida  de Emanoel Souza da presidência da Federação.  “Nove anos à frente da Federação foi mais do que pensei. Confesso que este não foi incialmente um projeto meu, mas tive imensa satisfação de assumir a tarefa de ajudar a construir a unidade entre os sindicatos da Bahia e Sergipe. Foi para isso que trabalhei todo este tempo. Se hoje nós somos potência , é exatamente porque  trabalhamos unidos, mesmo com as nossa diferenças”, disse.

Emanoel ressaltou também a importância do Fórum dos Presidentes,  espaço que tem sido o alicerce para a Feebbase. “Agradeço aos  antigos e atuais presidente dos sindicatos e a toda diretoria pelo apoio que recebi neste cargo, pois sem isso não teríamos colocado a Federação no local de destaque em que ela se encontra hoje.  Gratidão e unidade resumem o que levo daqui. Gratidão por tudo que recebi e a unidade é a marca que gostaria de deixar com contribuição para a luta dos bancários da Bahia e Sergipe”, concluiu.

O 14º Congresso foi  o último evento de massas  da gestão de  Emanoel Souza como presidente, mas ele permanece à frente da Feebbase até o dia 12 de janeiro, quando a nova diretoria, comandada por Hermelino Neto toma posse. Emanoel assumirá então o cargo de secretário Geral.

Fonte: FEEB/BA-SE