O 29º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (CNFBB) começou com força total nesta quinta-feira (7/6). Os impactos das reformas trabalhista e da previdência, saúde e condições de trabalho estão na pauta de discussão do evento que segue até sexta-feira (8), quando será aprovada a minuta com as reivindicações específicas do funcionalismo do Banco do Brasil.

Os bancários da Bahia e Sergipe estão representados no encontro por 14 delegados e delegadas, incluindo o presidente do Sindicato dos Bancários de Irecê e Região, Carlos Alberto, que vão defender as pautas prioritárias definidas pelos funcionários do BB dos dois estados. O diretor Jurídico do Sindicato da Bahia, Fabio Ledo, representou a Federação na mesa de abertura do Congresso.

Para Wagner Nascimento, a realização do congresso é de extrema importância para que sejam discutidas as estratégias para a Campanha Nacional e para defender os direitos dos trabalhadores. “Precisamos debater as propostas da Cassi e defender o nosso acordo coletivo, para que tenhamos um acordo para todos, na qual não se encaixam as novas regras da lei golpista”, afirmou.

Fonte: Da Redação com FEEB BA/SE