Os bancários se preparam para mais um passo importante na campanha nacional 2022, com a realização da 24ª Conferência Nacional, que começa na próxima sexta-feira (10/6) e segue até domingo (12). O evento será em formato híbrido, com a parte presencial na cidade de São Paulo.

A categoria deve ficar atenta aos debates, que vão definir a pauta de reivindicações para a campanha salarial, que inclui as cláusulas econômicas, como índice de reajuste, além das questões sociais envolvendo a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

A base da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe participará da Conferência com 48 delegados e delegadas, incluindo o presidente do Sindicato dos Bancários de Irecê e Região, Carlos Alberto, divididos nas modalidades: presencial e online. Eles vão defender nos debates as propostas aprovadas pela 24ª Conferência Interestadual, que aconteceu nos dias 13 e 14 de maio, em Salvador.

Entre as prioridades aprovadas pelos delegados e delegadas da 24 ª Conferência da Bahia e Sergipe estão 5% de aumento real nos salários (INPC+5%), valorização do piso, reajuste diferenciado no vale alimentação e vale refeição, manutenção dos direitos e proteção à saúde da categoria.

A pauta incluiu ainda a defesa do emprego, aumento maior na participação nos lucros e resultados (PLR), teletrabalho, saúde e condições de trabalho, terceirização, aumento real e valorização do piso, fim de metas abusivas que adoece os trabalhadores, defesa dos bancos públicos e da democracia, defesa do crédito com juros baixos para impulsionar o crescimento econômico e distribuição de renda, realização de uma campanha de conscientização, prevenção e combate ao adoecimento psicológico da categoria.

Fonte: FEEB BA/SE