Na última segunda-feira (19/4), foi realizada a plenária de esclarecimento sobre a Caixa, a qual indiciou estado de greve e paralisação no dia 27 abril. O evento aconteceu de forma virtual, através da plataforma zoom e contou 382 participantes.

Entre as principais pautas da paralisação estão a contratação de mais funcionários, a defesa da Caixa contra o IPO da Caixa Seguridade, o pagamento integral da PLR Social e a assinatura de um Acordo Complementar regulamentando o teletrabalho. A proposta de paralisação será submetida às assembleias na base de todos os sindicatos na quinta-feira (22/4), através de votação virtual.

A decisão representa uma resposta dos empregados ao clima de total insatisfação com o banco. A abertura de capital da Caixa Seguridade, marcada para o dia 29 de abril e a devolução dos Instrumentos Híbridos de Capital e Dívida (IHCDs) são as mais recentes ações que vão descapitalizar a Caixa e colocar fim ao caráter totalmente público do banco.

Por isso, a Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe convoca a categoria a participarem das assembleias que serão realizadas na base de cada sindicato. Mais do que nunca, é o momento de defender a Caixa dos ataques do governo Bolsonaro e um banco 100% público.

Fonte: FEEB BA/SE