Os empregados da Caixa têm um compromisso importante nesta terça-feira (13/7). A Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa) e o Grupo de Trabalho (GT) Saúde Caixa realizam um debate sobre o Saúde Caixa a partir das 19h, com transmissão pelos canais da Contraf do Youtube e no Facebook e no Facebook da Fenae.

O objetivo do evento é informar sobre os debates que estão ocorrendo no grupo de trabalho do Saúde Caixa, além de alertar os empregados, ativos e aposentados, para a importância de manter o plano com seu caráter sustentável, solidário e para todos.

Desde 2017, o Saúde Caixa, concebido com a ideia de custeio de 70% da empresa e 30% do empregado, vem sofrendo ataques, mudanças no Estatuto da Caixa para limitar o investimento em saúde, imposição de resoluções como a 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR), entre outras ações dos governos para enfraquecer os planos de saúde das estatais.

Nas reuniões do GT Saúde Caixa, a empresa informou que vai aplicar a Resolução 23 da CGPAR nas propostas de modelos de custeio do plano. Na prática, significa que 50% dos custos assistenciais e administrativos serão financiados pela empresa e os outros 50%, pelos empregados, alterando o formato atual de 70%/30%. Isso pode tornar a mensalidade inviável para muitos bancários que perderiam o direito ao plano.

Só a mobilização dos empregados pode evitar mais esta retirada de direitos. Participe da live e contribua com a luta pela manutenção do Saúde Caixa para todos.

Fonte: FEEB BA/SE